Para sair da bolha que você quer que eu viva dentro do mundo

Mesmo sem saber cantar a música, você levou meu corpo inteiro para dançar em frente ao espelho que eu não tenho na parede do quarto que não é mais meu. São duas horas da madrugada e ainda não tenho nada sobre você. Que horas saiu, pra onde foi. Eu vi que a luz da janela do quarto não estava acesa e já são duas da madrugada.

Já é madrugada de abril e acabei de perceber que não temos nada. São duas da manhã e acabei de perceber que escrevo sentado no quarto que não é mais meu.

Você me ensinou a ter paciência e disse que aprendendo isso, me levaria a algum lugar. São duas da madrugada e eu continuo escrevendo para você, que não vai mais ler na cama que não é mais nossa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: